Movimento Parque Verde

Assina a Petição

 

 

 

sexta-feira, julho 28, 2006

Funcionários Públicos

Um belo dia, um agricultor descobre no seu galinheiro um ovo de forma cúbica.
Surpreendido por tão estranho ovo, pôs-se à coca para descobrir qual a galinha responsável por ele.
Identificou-a e levou-a a um concurso de galináceos no Salão de Agricultura.Todas as manhãs, sob o olhar estupefacto dos visitantes, a galinha punha um ovo cúbico.
O Ministério da Agricultura ofereceu ao agricultor uma bela quantia para que este lhe vendesse a extraordinária galinha.
Desde que a galinha passou para a posse do Ministério, nunca mais pôs ovos cúbicos mas sim ovos normais.
Os responsáveis do Ministério convocaram o agricultor, e pediram-lhe o dinheiro de volta porque achavam que tudo não passava de uma fraude.
Então, o agricultor perguntou à galinha:
- Então porque é que agora não pões ovos cúbicos como habitual?
A galinha respondeu:
- Achas que vou continuar a dar cabo do cu agora que sou Funcionária Pública?

Comments on "Funcionários Públicos"

 

<Anonymous Tó (da Lota) said ... (8:46 da tarde) : 

Será por dificuldades técnicas que não consigo deixar o meu comentário num blog cá da terra "outra Margem" a propósito do ultimo post que lá está apresentado pelo dr. agostinho e que refere a coca-cola como motor de desenvolvimento nacional e ainda sobre a Licença de Isqueiro que andou a sacar de outro Blog e que mastigou a seu bel prazer?
Por esse motivo, solicito o favor de me deixarem largar aqui o meu comentário.
Fico desde já agradecido.

 

<Anonymous Tó (da Lota) said ... (8:47 da tarde) : 

Ainda bem que acabou essa proibição de vender Coca-Cola cá em Portugal. Graças à entrada desse produto maravilhoso no nosso país, o progresso, o bem estar, a segurança e a prosperidade chegaram a todos. Finalmente o "American Way of Life" chegou a todos os portugueses e agora é vê-los a coçar o coiro pelas casas de máquinas, a fumar charros e a injectar-se por tudo quanto é canto e com tudo o que o progresso lhes põe à disposição.
O sistema habitacional foi reconvertido para Harlem's e o sossego e a segurança são agora muito maiores.
Graças à entrada da Coca-Cola toda a população portuguesa, especialmente os mais jovens , passou a ter um futuro muito mais promissor e bem estar sócio-económico.
Portugal que sem a Coca-Cola era um país atrasadíssimo faz agora parte, graças a essa bebida miraculosa, do escol das melhores nações do mundo. Já suplantou o Iraque, país onde só há poucos anos essa bebida tem vindo a ser comercializada.
Quanto à licença de isqueiro, não mastigues mais, que o Blog onde foste sacar sem mencionar a fonte, já tem esse post em arquivo. Mas esse é um Blog a sério. Coisa de gente que faz bem feito e trata as coisa como deve ser. Graças à abolição de uma licença e à entrada de produtos de "alta tecnologia americana" Portugal saiu finalmente das trevas.
Só me faltava um americanófilo por estas bandas.
Deve ser por estar a chegar alguma tia da América e não convém dizer mal. Compreende-se.
Yeah, boy!

 

<Blogger Ricardo said ... (9:08 da tarde) : 

O facto de não conseguir ver o seu comentário imediatamente publicado no "Outra Margem" deve-se ao facto de serem sujeitos à previa aprovação dos Administradores do Blog.
cumprimentos e obrigado pela visita a este espaço.
http://chavedespedro.blogspot.com/

 

<Anonymous Quim(da horta) said ... (9:46 da tarde) : 

Realmente dá para pensar, fala-se das Américas e não sei quê, mas o busílis da questão é esta? Onde é que esse blog ou espaço perdido vai parar???Acho até que a internet devia ser fechada em portugal por causa desse agostinho, mas não, o menino tem lá um blog, por isso não!!!Essa gente tem o que merece, nad...Ah e o comunismo é que é!!!Até nessa espécie política há tubarôes, o desdém é que é maior!

Acordem e aproveitem a evolução, "outra margem", ainda vão a tempo de fazer algo de bom e útil pela vossa terra!!!
Deixem-se de Xenofobia informática e abram esses olhos e ouvidos para o mundo!!!

 

<Anonymous Tó (da Lota) said ... (9:47 da tarde) : 

Mas já tem algum tempo e tenho tentado por diversas vezes, sem sucesso. Fico grato pela vossa hospitalidade, pluralismo democrático e cortesia.